A HISTÓRIA DO CURSO DE PEDAGOGIA NO BRASIL: DA SUA CRIAÇÃO AO CONTEXTO APÓS LDB 9394/96

Andre a Cristina Martelli, Elenita Manchope

Resumo


O presente texto pretende analisar o curso de Pedagogia na atualidade ( de cada de 90) em duas perspectivas: a da Anfope - Associação Nacional pela Formação do Profissional da Educação e a da Política Oficial, materializada através da LDB 9394/06 e de alguns documentos oficiais- Resolução CP n. 1/99- Dispõe sobre a criação dos Institutos Superiores de Educação, Parecer CES 970/99- Curso Normal Superior, Resolução CNE/CP 02/02- Institui a duração e a carga horária dos cursos destinados à formação de professores da Educação Básica, Resolução CNE/CP 01/02 Institui as diretrizes curriculares nacionais para a formação de professores da educação básica. Estas perspectivas podem nos parecer similares, mas quando examinadas minuciosamente constatamos suas diferenças conceituais e metodológicas e as suas intencionalidades políticas e pedagógicas. A Política Oficial desconsidera a luta política de mais de duas de cada dos educadores comprometidos com a formação do profissional da educação, apropriam-se das suas reivindicações; no entanto, reelaboradas a partir de outras matizes polıtico-pedagógicas, baseadas nos princípios de profissionalização do professor, de formação aligeirada e pragmática, na descaracterização da universidade e do curso de Pedagogia como locus fundamentais para a formação dos professores da Educação Infantil e das Séries Iniciais do Ensino Fundamental. Para alcançar o objetivo proposto realizar-se-á de forma sucinta a análise da trajeto ria histórica do curso de Pedagogia no Brasil em relação ao seu contexto histórico- polıtico e econômico. O ponto de partida e a sua criação nos anos finais da de cada de 30, tendo como preocupação analisar a organização curricular e o perfil do profissional presente nas determinações legais (Decreto - Lei 1190/39 e os Pareceres CFE 251/62 e CFE 252/69 ).


Texto completo: PDF