O NÃO USO DO LABORATORIO DE FÍSICA NAS ESCOLAS DE ENSINO MÉDIO DA CIDADE DE DOURADOS.

Saulo Francisco Stella, Sergio Yamazaki Choit

Resumo


A Física tem desempenhado papel relevante no desenvolvimento cientıfico e tecnológico, acreditamos que se torna importante desvelar como vem se processando atualmente o ensino desta disciplina. Em termos tecnológicos, a Física, juntamente com outras ciências, como a Química e a Biologia dentre outras, tem contribuído para o atual estagio de progresso cientıfico do mundo. Essa contribuição, no entanto, poderá ser vista e vivenciada de forma mais crıtica e mais humanizada na medida em que o professor de Física busque desenvolver em seus alunos a capacidade de compreender e de intervir criticamente na sociedade tecnológica. Nessa perspectiva, o uso de atividades experimentais como estrato gia de ensino de Física tem sido apontado por professores e alunos como uma das maneiras mais frutíferas de se minimizar as dificuldades de se aprender e de se ensinar Física de modo significativo e consistente. Embora seja praticamente consensual seu potencial para uma aprendizagem significativa, observa-se que a experimentação õ proposta e discutida na literatura de maneira bastante diversa quanto ao significado que essas atividades podem assumir em diferentes contextos e em diferentes aspectos. O problema a ser apresentado neste trabalho, õ que na cidade de Dourados, MS nenhuma das escolas de nível médio dispõem de laboratório didático para o ensino de Física.

 

Palavras-chave: Educação, Ensino de Física, Laboratório Didático.

Texto completo: PDF